Cassandra Bjorge e Johnny Rider

CRIMES REAISCASOS ESTRANGEIROS

4/19/20232 min read

Adolescentes matam avós à facada e guardam corpos em casa

Cassandra Bjorge morava com seus pais Amanda Sterling e Cristopher Bjorge em Duluth, em Minnesota. Quando Cassie, apelido usado pela família, começou a entrar na adolescência, ela se envolveu com um grupo de amigos problemáticos, passou a usar drogas e a ter um comportamento agressivo. Antes dos 18 anos, Cassie já tinha passado por várias vezes no tribunal de menores.

Em fevereiro de 2015, quando tinha 15 anos, seus avós Wendy e Randall, de 63 anos, a chamaram para morar com eles em Lawrenceville, Geórgia, devido aos problemas que estava causando e as más companhias. O juiz concordou em deixar Cassie cumprir sua condicional na casa dos avós, no intuito de que ela melhorasse.

No começo tudo estava indo bem, Cassie estava frequentando a escola local, não apresentava nenhum comportamento agressivo ou uso de substâncias, até que começou a namorar Johnny Rider de 18 anos.

Johnny não era o tipo de companhia que Cassie precisava no momento, ele era usuário de drogas e conseguiu fazer com que ela largasse a escola. Cassandra estava com 17 anos, quando voltou a fugir de casa, agredir os avós e usar drogas com frequência. Num período de 2 anos, a polícia tinha registrado mais de 30 denúncias dos avós de Cassandra.

No início de abril de 2017, Wendy ligou para Cristopher e pediu que levasse a filha de volta, ele aceitou e ficaram de combinar os detalhes da viagem de Cassandra, mas não conseguiram mais contato com Wendy e Randall nos dias seguintes então em 08 de abril. Então, a polícia foi acionada para verificar a residência, mas como ninguém atendeu eles foram embora.

Mais tarde naquele mesmo dia, a polícia recebeu outra ligação, mas dessa vez da irmã de Johnny. Ele teria invadido a casa e agredido ela e o namorado com um taco de baseball. Quando a polícia chegou ao local, encontraram a irmã e o namorado com ferimentos graves e foram encaminhados para o hospital, mas nenhum sinal de Cassie e Johnny. Eles fugiram a pé e deixaram o carro na garagem.

A polícia descobriu que o carro pertencia aos avós de Cassie, então decidiram voltar à casa deles para derrubarem a porta. As autoridades encontraram Wendy e Randall mortos no quarto em que costumavam dormir. Os dois tinham vários ferimentos de faca e agressões nos corpos e estavam em estado de decomposição avançado.

No dia seguinte, Cassie e Johnny foram encontrados na casa de um amigo do rapaz, que não sabia dos assassinatos. A polícia tentou fazer com que eles se entregassem, mas não tiveram sucesso e tiveram que acionar a equipe SWAT. Com medo das consequências, o casal tentou se matar a facadas, mas foram levados ao hospital a tempo de conseguirem se recuperar.

No depoimento, Cassie e Johnny disseram que planejavam matar não só seus avós, mas também a família do rapaz, disseram também que no dia crime, esperaram o casal de idosos irem dormir para poder invadir a casa, bateram neles com um taco de baseball, esfaquearam e trancaram as janelas e as portas da casa para que o cheiro não fosse percebido.

Depois disso, deram várias festas, consumiram grande quantidade de álcool e maconha com alguns amigos na sala do local do crime.

Em 2018, Cassandra Bjorge e Johnny Rider se declaram culpados e foram condenados a duas sentenças de prisão perpétua com possibilidade de liberdade condicional em 60 anos, mais 21 anos a serem cumpridos simultaneamente com as sentenças de prisão perpétua.

No tribunal, Johnny pediu perdão para família Bjorge e chamou suas ações de abomináveis e malignas, por outro lado, Cassie não demonstrou nenhuma reação ou disse alguma palavra de arrependimento.

Os pais de Cassandra disseram que se sentiam culpados por toda a situação, mas não poderiam imaginar que a filha pudesse fazer algo desse nível.

Outros Casos